Existe vida fora do mercado de trabalho – 5 Dicas práticas para não enlouquecer

Há um ano atrás, quando fui desligada da Serasa Experian, não imaginava que a vida me daria um período sabático. Sim, “a vida” me presenteou com um sabático, eu não planejei e nem esperava… mas decidi encarar o desafio da melhor forma possível.

O Brasil esta em crise, o mercado de trabalho também… então, como não enlouquecer diante deste cenário?

Eu descobri que existe vida fora do mercado de trabalho (pasmem!) e uma vida muito ativa! Mas para que isto aconteça é preciso cuidar de si mesmo.
E por isto, decidi compartilhar com vocês a minha experiência. Estas são as minhas 5 dicas práticas:

 

  1. Seja prático(a)
    • Identifique o seu “calcanhar de Aquiles” e crie um plano de ação
    • Se for dinheiro (a maioria é, neste período), faça o calculo de tudo que você tem no banco e tudo que irá receber
    • Faça uma previsão de quanto tempo este dinheiro vai durar, com suas contas mensais e possíveis imprevistos (calcule: contas mensais + 15% (média) para imprevistos = x)

    Ter uma estimativa de prazo de quanto o seu dinheiro irá durar, te dá um folego (e paz) enquanto busca recolocação no mercado ou investir em novos desafios. Além de você se organizar e já planejar um plano B, C… etc.

  2. Venda as coisas que não usa
    • Faça uma busca minuciosa em sua casa, procure por objetos, produtos, roupas etc que não usa há pelo menos 3 meses
    • Verifique se estão em bom estado e podem ser vendidos (premissa: você compraria?)
    • Anuncie gratuitamente para os amigos nas redes sociais ou em sites especializados para vendas
    • Qualquer dinheiro neste momento é super bem vindo

    Eu vendo no Mercado Livre há 11 anos. E geralmente são produtos, eletrônicos e objetos usados ou roupas que comprei e não gostei, então revendo. Ou até mesmo, coisas que gostei e não uso há mais de 3 meses. Não gosto acumular coisas em casa, então passo pra frente, assim alguém utiliza.

     

  3. Otimize seu tempo
    • Crie uma rotina de atividades e tarefas para que seu dia seja agradável. E que no fim do dia, ao se deitar, sinta que o dia foi produtivo.
    • Um cronograma pode ajudar no inicio e até que vire rotina, mude as tarefas e horários
    • Não se cobre demais. Não conseguiu fazer determinada tarefa ou se sentiu indisposto(a), realoque a tarefa para uma próxima data e tenha paciência com você mesmo.

    O importante nesta fase é ocupar o seu dia. Se ficar em casa parado(a), olhando para as paredes… pode até ficar doente. Se você cria tarefas e se compromete em ter horários para executar, terá um horário fixo pra acordar, se alimentar, procurar emprego, agendar entrevistas etc. Você cria seu horizonte!

  4. Mente sã, corpo são
    • Parece besteira, mas não é. Fazer exercícios diariamente ajuda a fazer seu corpo e mente trabalharem mais e melhor.
    • A sensação de bem estar te deixa mais motivado, pois exercícios físicos liberam endorfina e serotonina
    • Encontre um exercício ou esporte de que gosta e pratique

    Antes de ser desligada do emprego, eu tinha fechado um contrato com uma academia por 18 meses! Loucura né? Mas foi o que me “salvou” neste período todo, acreditem! Me ajudou a manter o bom humor, a fé de que o dia de amanhã seria melhor e a auto-estima alta.

  5. Divirta-se!
    • É muito importante separar um tempo semanal para se distrair, se divertir, se sentir bem
    • Escolha estar perto de pessoas que te trazem boa energia
    • Não é preciso dinheiro (pelo menos não muito), para se divertir. Convide os amigos e familiares para uma noite de jogos (vídeo game, cartas etc), um almoço de domingo etc. Tenha uma vida social ativa e feliz, isto também ajuda no processo

    É um período difícil, mas você não precisa se afastar de ninguém. Faça programas que estejam dentro do seu orçamento (já planejado) e divirta-se.
    Eu gosto de jantar com minhas amigas, então passamos a fazer isto em casa (na delas ou na minha), pedir uma pizza, fazer um churrasco (todos colaboram) ou uma carne assada. Todos se divertem, colocam o papo em dia, se alimentam e gastam bem menos do que em um restaurante.

 

E a vida continua!
Escrevi estas dicas, pois foram o que funcionou pra mim neste período de um ano. Foram as ações que mais deram certo e eu espero que dê certo pra você também.

Nossa mente trabalha de uma forma “quase que aleatória” a nossa vontade. Tem dias que você vai estar mais positivo e outros menos. Mas o importante é continuar respirando (rs), seguindo em frente, manter a calma e viver um dia de cada vez.

Até o próximo post!

 

Como vencer as pequenas batalhas diárias

Comente ;)

  • Laiz 23 / 05 / 2017

    Oi Kaju, adorei o post!!
    Parabéns pela iniciativa de cria um blog, Vc leva jeito!
    Você poderia falar um pouco do trabalho voluntário que está fazendo, além de ser algo lindo tbm ajuda a ocupar a cabeça.
    Sucesso sempre! s2

    Beijos, Laiz

    Reply
    • katiajuliana 23 / 05 / 2017

      Laiz, super obrigada querida!!
      Sim, eu farei um post sobre trabalho voluntário 😉 Excelente pedido!!

      Reply

Deixe uma resposta